Impacto Femoroacetabular

Dr. Lourenço Peixoto, especialista em quadril

É a principal doença tratada pela artroscopia de quadril. Nesta patologia ocorre colisão anteriormente no quadril entre o colo-cabeça femoral e o acetábulo (bacia) nos movimentos de flexão e rotação interna desta articulação. Esta colisão é secundária, normalmente, à uma variação da anatomia que incide com maior frequência em homens jovens.

O Impacto Femoroacetabular pode ser do tipo CAM, Pincer ou misto (ASSISTA AOS VÍDEOS).

Quadril normal

Impacto Femoroacetabular Tipo Cam

Impacto femoroacetabular tipo pincer

Resultado pós operatório em jogador futebol profissional

Esta patologia leva à destruição da cartilagem de maneira progressiva e à artrose do quadril. Em muitos casos não tratados, a doença evolui para a necessidade de colocação de uma prótese do quadril.

O quadro clínico é composto por dor na virilha (85%), dor lateral quadril (10%) ou dor glútea (5%). Pode haver dificuldade para cruzar as pernas, cortas as unhas do pé afetado e para a prática de atividades desportivas.

O diagnóstico precoce é fundamental para que se possa salvar a articulação de um dano irreversível. Para que se faça um diagnóstico correto, além do exame físico, lançamos mão dos seguintes exames de imagem: Radiografias nas incidências em AP da Bacia, AP do Quadril, Perfil de Dunn e Falso Perfil assim como Ressonância Magnética sem contraste em aparelho de 3 Tesla. Estas são as ferramentas para que se trace o plano diagnóstico e terapêutico da maioria dos pacientes. A Tomografia Computadorizada com reconstrução 3-D pode ser utilizada em casos específicos.

O tratamento inicial é conservador através de fisioterapia, visando o fortalecimento muscular dos principais grupamentos musculares ao redor do quadril.
Para os casos refratários ao tratamento conservador, indicamos o tratamento artroscópico.

Durante o ato cirúrgico removemos as zonas ósseas de impacto da região do colo femoral assim como do acetábulo. Reparamos também as lesões do Labrum ( o menisco do quadril ) com a utilização de âncoras bioabsorvíveis. Durante o ato operatório nos certificamos de que todo o impacto foi removido através de testes dinâmicos intraoperatórios. Levamos o quadril ao extremo do arco de movimento e observamos se o impacto foi removido de maneira eficaz.

Os resultados do tratamento cirúrgico do Impacto do Quadril são animadores com a imensa maioria dos nossos pacientes recebendo alta definitiva de qualquer acompanhamento ambulatorial em poucos meses após a cirurgia.